Skip to Store Area:

Editora e Livraria Montfort

Lux - 2009

Duplo clique na imagem acima para visualizá-la maior

Reduzir
Aumentar

Mais Visualizações

Lux - 2009

Enviar para um amigo

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em Estoque.

R$20,00
Acrescentar itens ao carrinho Adicionar ao Carrinho

Descrição Rápida

“Populus qui ambulabat in tenebris vidit lucem magnam. Habitantibus in regione umbrae mortis lux orta est eis. (Is, 1, 9) O povo que andava em trevas viu uma grande luz, e aos que viviam na região da sombra da morte, nasceu-lhes a luz. Lux. A palavra latina para luz calha bem para este oitavo trabalho do Flammula. Não apenas porque, após a trilogia mariana concluída em 2008, nada mais próprio do que o louvor dirigido ao Bendito Fruto de Maria, o Principe da Paz, Luz das Nações (cf. Ap, 21,24). Mas também porque luz é simbolo de alegria fomentadora de vida e este ano de 2009 foi especialmente alegre e cheio de vida para o Flammula. Alegre porque, pela promeira vez, o Flammula ganhou um prêmio internacional, no 20º Concorso Corale Internazionale de Verona, Itália. Alegre porque em Roma o Flammula Chorus, representando o Colégio São Mauro, foi saudado por Sua Santidade o Papa Bento XVI. Mas, acima de tudo, alegre e cheio de vida porque, também pela primeira vez, alguns membros do Flammula assumiram exclusivamente em suas vidas a vocaçãodo coral, o louvor a Nosso Senhor e a Nossa Senhora, e decidiram consagrá-las inteiramente, no sacerdócio, a acender nas almas o amor ao Verbo e a Sua Santa Mãe. Sem a luz da Fé, poder-se-ia pensar que o Flammula perdeu três excelentes músicos e, sobretudo, seu brilhante regente fundador. A luz da Fé nos faz ver que o Flammula ganhou sua maior honra e atingiu sua perfeição. Que Deus permita a essas flammulas incendiarem muitas almas. Quando à estrutura deste trabalho, ele se inicia pela canção de despedida e homenagem composta por Emerson Quenta, um de nossos veteranos, para a partida do caríssimo Regente Edivaldo Oliveira, doravante Regente Honorário do Flammula. Depois, entremeadas de canções infantis, as peças referentes à encarnação, ao nascimento e ao louvor de Jesus e de Maria Santíssima e, como conclusão, o Non Nobis Domine, oração tradicional (Sl 115,1), que pede que seja sempre, em nossas vitórias e dores, o Santo Nome de Deus glorificado.”


“Populus qui ambulabat in tenebris vidit lucem magnam. Habitantibus in regione umbrae mortis lux orta est eis. (Is, 1, 9) O povo que andava em trevas viu uma grande luz, e aos que viviam na região da sombra da morte, nasceu-lhes a luz. Lux. A palavra latina para luz calha bem para este oitavo trabalho do Flammula. Não apenas porque, após a trilogia mariana concluída em 2008, nada mais próprio do que o louvor dirigido ao Bendito Fruto de Maria, o Principe da Paz, Luz das Nações (cf. Ap, 21,24). Mas também porque luz é simbolo de alegria fomentadora de vida e este ano de 2009 foi especialmente alegre e cheio de vida para o Flammula. Alegre porque, pela promeira vez, o Flammula ganhou um prêmio internacional, no 20º Concorso Corale Internazionale de Verona, Itália. Alegre porque em Roma o Flammula Chorus, representando o Colégio São Mauro, foi saudado por Sua Santidade o Papa Bento XVI. Mas, acima de tudo, alegre e cheio de vida porque, também pela primeira vez, alguns membros do Flammula assumiram exclusivamente em suas vidas a vocaçãodo coral, o louvor a Nosso Senhor e a Nossa Senhora, e decidiram consagrá-las inteiramente, no sacerdócio, a acender nas almas o amor ao Verbo e a Sua Santa Mãe. Sem a luz da Fé, poder-se-ia pensar que o Flammula perdeu três excelentes músicos e, sobretudo, seu brilhante regente fundador. A luz da Fé nos faz ver que o Flammula ganhou sua maior honra e atingiu sua perfeição. Que Deus permita a essas flammulas incendiarem muitas almas. Quando à estrutura deste trabalho, ele se inicia pela canção de despedida e homenagem composta por Emerson Quenta, um de nossos veteranos, para a partida do caríssimo Regente Edivaldo Oliveira, doravante Regente Honorário do Flammula. Depois, entremeadas de canções infantis, as peças referentes à encarnação, ao nascimento e ao louvor de Jesus e de Maria Santíssima e, como conclusão, o Non Nobis Domine, oração tradicional (Sl 115,1), que pede que seja sempre, em nossas vitórias e dores, o Santo Nome de Deus glorificado.”
Acrescentar suas Tags:
Acrescentar Tags
Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.